Quando descobri algumas inspirações

Criança ou já batendo os 30, a gente sempre tem um ídolo. Não importa se é a mãe, o pai, aquela estrela da TV ou um vizinho. Eu, por exemplo, era vidrada em Sharon Stone. Queria ser loira, ter o QI lá em cima e ter um belo par de pernas. Hoje já não sou … Continue lendo “Quando descobri algumas inspirações”